6 de janeiro de 2014

Oração da Borboleta


Senhor!
Quem sou...
Exatamente?
Ah! Sim, esta flor, este sol,
obrigada! Vossa criação é tão bela!
Este perfume de rosa...
Quem eu fui... exatamente?

Uma lágrima de orvalho
É pérola a rolar no coração de um lírio!

E eu agora preciso ir...
Aonde...? Eu não sei!
O ventou soprou 
em minhas asas 
as suas fantasias!

Fantasias...

Onde estou?
Oh, Senhor,
Eu apenas queria dizer
- Obrigada! Amém!


Versos de Carmen Bernos de Gasztold (1919),
tradução de Peter O’Sagae (2013).