3 de setembro de 2015

I Dreamed a Dream

Ontem acordei com o medo dos tigres de vozes afáveis como o trovão que se lançam sobre a esperança d’Os Miseráveis e vi outros miseráveis nas fotografias dos jornais...

* * *

There was a TIME when men were KIND
When their voices were SOFT
And their words invITing
There was a TIME when love was BLIND
And the world was a SONG
And the song was excITing
There was a TIME... then it all went WRONG

* * *

Sonhei um TEMPO com homens BONS
As suas vozes eram suAVES
E suas palavras doce arAGEM
Sonhei um TEMPO, o Amor era CEGO
E o mundo uma CANÇÃO
E a canção dava corAGEM
Sonhei um TEMPO... e era o Bem corRETO

* * *


Recorri às várias gravações. Com Patti LuPone, ouço as badaladas do relógio da noite, tocando-nos afirmativamente, uma das melhores interpretações em concerto, ao lado de Lea Salonga e da rendição de Anne Hathaway. Arrisco-me hoje a traduzir a primeira estrofe da canção de Herbert Kretzmer, inspirado em Victor Hugo.