25 de dezembro de 2013

Oração do Burrinho


Ó Deus, que me fez
para caminhar lentamente nessa estrada
sempre
para carregar esse pesado fardo
sempre
para sofrer infatigavelmente
sempre
dê-me doçura e coragem!

Espero, um dia, assim
me compreendam e eu não precise mais
chorar, quando não conseguir dizer o que eu queria dizer
enquanto de mim se riem... os sábios!
Deixe-me ao passo do róseo e saboroso cardo -
com tempo suficiente para colhê-lo.
E deixe-me ver, ó Deus, outra vez
meu pequeno irmão no Presépio
desta Noite de Natal.
Amém.


Versos de Carmen Bernos de Gasztold,
em uma tradução de Peter O’Sagae (2013).